G-RZ3LFVS0PX

Portal Rodonews GVR - As principais notícias das estradas paulistas

Sabado, 13 de Abril de 2024

Estrada Iluminada

Cura e médico

Coluna Semanal do Sr. Nilton Moreira

Nilton Moreira - Coluna Estrada Iluminada
Por Nilton Moreira - Coluna...
Cura e médico
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A maioria dos médicos não admitem a existência de um Ser Supremo, pois isto lhes feriria o orgulho já que teriam de dividir méritos das curas, muito embora já exista até a AME – Associação Médico-Espírita do Brasil. Explicam as patologias só do ponto de vista da ciência, não admitindo que nelas esteja inserida a Justiça Divina. Quando curam evocam sucesso exclusivo, e quando não é obtido êxito no tratamento dizem apenas que fizeram o possível para salvar o paciente. Não entendem que paralelamente a seus diagnósticos está a Lei Divina se processando. 

Mas se alguns médicos não vão ao encontro de Deus, Deus certamente os encontrará em algum momento da vida. Através da dor buscamos todos a fé, e quando o médico exterioriza essa fé que é uma energia universal, se ilumina e consegue carrear maiores capacidades para entender o que se passa promovendo então até curas desde que seja do merecimento do doente, pois quando nos envolvemos de sentimento de amor na essência mais pura, somos capazes de realizar grandes feitos, como por exemplo, uma mãe que com um sopro na maioria das vezes aplaca o soluço do filhinho ou faz passar a dor em um machucado, e quando o pega nos braços consegue acalmá-lo e adormece-lo. 

O médico dos médicos Jesus, manipulava os fluidos com uma propriedade ímpar, curando apenas com imposição de mãos, e sempre recomendava que não pecassem mais, isto é, evitassem incorrer em futuros erros, mas sempre admitiu a existência de um Ser Superior, e todos feitos que realizava dizia que era em nome do Pai, demonstrando assim humildade! 

Leia Também:

As capacidades, as aptidões em todos os níveis são fornecidas em razão de nosso merecimento. Deus permite que cheguemos à determinada profissão por haver resgates através delas. Citamos o exemplo de um espírito que reencarnou como cirurgião plástico e sentia necessidade de reparar feições com deformidades. No passado foi um dos que ajudara com prazer na fogueira queimando Cristãos, e depois de muito tempo teve de buscar no atendimento aos pacientes não só pela fama ou dinheiro, mas sim imbuído do sentimento de amor ao próximo. Portanto, existe muito mais do que pensamos por traz do sucesso que obtemos quando aliviamos a dor de alguém, mas o orgulho, um dos piores defeitos, muitas vezes não nos deixa ver.

FONTE/CRÉDITOS: Nilton Moreira
Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )